segunda-feira, 16 de outubro de 2017

Seis morrem em acidentes nas rodovias federais do RN no feriadão

Seis pessoas morreram nas rodovias federais do Rio Grande do Norte durante o feriadão. De acordo com a Polícia Rodoviária Federal (PRF), 22 acidentes foram registrados nas BRs dentro do território potiguar entre a quarta-feira (11) e a noite do domingo (15).

Casos de Sífilis aumentam 5.000% e doença volta a ser epidemia

© iStock
O número de casos de Sífilis aumentou desenfreadamente nos últimos cinco anos. Segundo dados do Ministério da Saúde, os casos saltaram de 1.249 em 2010 para 65.878 em 2015, um aumento de 5.000%. A gravidade da situação levou o órgão a lançar o Dia "D", no terceiro sábado de outubro, de combate à doença, segundo o jornal EXTRA.

Os especialistas afirmam que o número de casos aumentou pois o avanço e o custo reduzido dos tratamentos fez as pessoas perderem o medo de contrair Doenças Sexualmente Transmissíveis (DSTs). "Há uma tendência mundial de redução do uso de preservativo nas relações sexuais, principalmente entre os jovens", explica Aline Junqueira, infectologista do Hospital Adventista Silvestre. Vale ressaltar que a sífilis também pode ser passada de mãe para bebê.

Apesar do tratamento feito à base de penicilina ser eficaz quando aplicado nas fases iniciais, a Sífilis pode trazer graves consequências se não for tratada, como aneurisma, meningite, paralisia geral e demência. Quando o bebê adquire através da mãe, ele pode desenvolver prematuridade, baixo peso, deformações ósseas, articulares e neurológicas (como meningite), surdez, dificuldade de aprendizado e até abortamento.

Notícias ao Minuto

Preço da gasolina cai após 8 altas seguidas

O preço da gasolina caiu na última semana, depois de ter subido oito vezes consecutivas, segundo dados divulgados nesta segunda (16) pela Agência Nacional de Petróleo (ANP).

De acordo com o levantamento, o preço médio por litro passou de R$ 3,887 para R$ 3,882, uma queda de 0,12%.

PRF registra mais de mil acidentes em rodovias federais no feriado

© Marcello Casal Jr/Agência Brasil
O feriado de Nossa Senhora Aparecida teve mais de mil acidentes nas rodovias federais, com 82 mortes. Em balanço divulgado hoje (16), a Polícia Rodoviária Federal (PRF) também informou que houve 45 mil autuações durante o feriado, número considerado alto pela corporação.

As equipes de fiscalização registraram mais de 3 mil pessoas sem cinto de segurança, 877 motoristas dirigindo após ingerir bebida alcoólica e 401 crianças sendo transportadas sem cadeirinha.

A fiscalização da PRF no feriado também resultou na apreensão de drogas e na detenção de 547 pessoas em todo o Brasil. Com informações da Agência Brasil.

Notícias ao Minuto

Matéria do Los Angeles Times coloca RN como um dos lugares mais mortais do mundo

Em reportagem do portal jornalístico Los Angeles Times, dos EUA, o jornalista Jill Langlois coloca o Rio Grande do Norte como um dos lugares mais mortais e perigosos do mundo.

A ampla reportagem entitulada “The bodies keep piling up in Brazil’s Rio Grande do Norte, one of the most deadly places in the world”, elenca os números de homicídios no Estado para ilustrar o caos da segurança atual.

Langlois esteve no RN para fazer a reportagem e as fotos mostradas na matéria de corpos no chão e marcas de balas, são chocantes.

Para ler a matéria, este é o link: http://www.latimes.com/visuals/framework/la-fg-violence-natal-brazil-2017-htmlstory.html

Por: Redação do PN
Via RN +

Suspeito é baleado e morre em tentativa de roubo a malote na Zona Sul de Natal

Suspeito morreu durante o confronto (Foto: Divulgação/PM)
Um suspeito morreu no final da manhã desta segunda-feira (16) durante uma tentativa de roubo a um malote na Zona Sul de Natal. Segundo o Batalhão de Choque da PM, o tiroteio entre criminosos e um policial civil aconteceu na Av. Prudente de Morais, no bairro de Lagoa Nova, em frente a uma agência do Bradesco.

O homem ainda não foi identificado. Um outro homem, que passava no local na hora da troca de tiros, também ficou ferido e foi socorrido pelos funcionários de uma loja próxima, que o levaram ao hospital.

O trânsito ficou parado na região. De acordo com o sargento Wildemark Araújo, um policial civil passava em frente ao banco, perto do supermercado Hiper Bompreço, quando presenciou a tentativa de assalto. Os criminosos abordaram uma pessoa que saia da agência com um malote.

As informações oficiais são de que o policial civil interveio e na troca de tiros baleou um dos suspeitos. Um dos tiros atingiu a cabeça dele. Os outros suspeitos conseguiram fugir em um carro modelo Onix de cor branca.

As polícias Civil e Militar fazem buscas na região.

G1 RN

Mega Sena tem três sorteios na semana especial da Sorte

Mega-Sena terá três sorteios nesta semana intitulada Especial da Sorte. Eles acontecem na terça (17), quinta (19) e sábado (21).

Nesta terça (17), o concurso 1978 da loteria mais querida do Brasil poderá pagar R$ 2,5 milhões a um ou mais apostadores que acertarem as seis dezenas do jogo.

MEC divulga cartilha com instruções para a redação do Enem 2017

Cartilha do Participante – Redação no Enem 2017 já está disponível para download. As regras para a redação não foram alteradas em relação ao ano passado, mas o manual deste ano foi aprimorado para tornar a metodologia de avaliação da redação mais transparente, segundo o Inep. Também está mais evidente o que se espera do participante em cada uma das competências avaliadas.

Dilma usará delação de Funaro para pedir anulação de impeachment

© REUTERS/Andres Stapff Ex-presidente Dilma Rousseff
durante entrevista coletiva em Montevidéu
A defesa da ex-presidente Dilma Rousseff afirmou nesta segunda-feira que vai apresentar informações referentes à delação do empresário Lúcio Funaro para reforçar um pedido de anulação do impeachment da petista em tramitação no Supremo Tribunal Federal (STF).

Em delação, Funaro afirmou que repassou ao então presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), 1 milhão de reais para comprar apoio de deputados favoráveis ao afastamento de Dilma.

Detalhes da delação do empresário foram tornados públicos nos últimos dias após a divulgação do vídeo da colaboração de Funaro, que consta do procedimento que corre na Câmara a respeito da segunda denúncia contra o presidente Michel Temer.

Para o advogado de Dilma, o ex-ministro José Eduardo Cardozo, desde o início do processo de impeachment da petista a defesa tem sustentado que o afastamento dela é nulo porque foi baseado em "decisões ilegais e imorais" tomadas por Cunha e por todos os parlamentares que queriam evitar a "sangria da classe política brasileira".

"Agora, na delação premiada do senhor Lúcio Funaro, ficou demonstrado que o ex-deputado Eduardo Cunha comprou votos de parlamentares em favor do impeachment", afirmou Cardozo.

Segundo o defensor, ele vai requerer na terça-feira a juntada dessa "prova" ao mandado de segurança que Dilma apresentou ao Supremo para anular o impedimento e cujo mérito ainda não foi julgado pela corte.

"Entendemos que na defesa da Constituição e do Estado Democrático de Direito, o Poder Judiciário não poderá deixar de se pronunciar a respeito, determinando a anulação do impeachment de Dilma Rousseff, por notório desvio de poder e pela ausência de qualquer prova de que tenha praticado crimes de responsabilidade", afirmou.

Em outubro passado, o ex-ministro do STF Teori Zavascki, então relator do mandado de segurança, negou pedido de liminar feito pela defesa de Dilma. O julgamento do mérito do recurso, agora relatado pelo ministro Alexandre de Moraes, nomeado por Temer para uma cadeira no Supremo, ainda não ocorreu.

(Reportagem de Ricardo Brito)

Reuters

Placa em frente à Câmara dos Deputados é alterada para 'formação de quadrilha'

© Foto: Dida Sampaio/Estadão
Na véspera da votação da denúncia contra o presidente Michel Temer na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ), uma placa de sinalização de trânsito em frente à Câmara dos Deputados amanheceu nesta segunda-feira, 16, coberta com um adesivo com os dizeres "Formação de quadrilha. Corrupção Ativa. O grande acordo nacional".

O autor, desconhecido, teve o cuidado de usar a mesma tipologia e o padrão da cor de fundo das placas de sinalização normalmente utilizados em Brasília.

Por Dida Sampaio - Estadão